Por que os instrumentos devem ser calibrados?

Ao executar uma inspeção sem haver a referência de que os dados obtidos são confiáveis, colocam em dúvida todo o trabalho feito. Dessa forma, é de extrema importância que as informações obtidas pelo inspetor a partir de dados fornecidos por determinado equipamento ou instrumento sejam realmente precisas e coerentes com o trabalho executado.


Todo equipamento ou instrumento que influencie os resultados obtidos em uma inspeção deve ser devidamente calibrado, para que forneça a maior precisão e confiabilidade possível.

Portanto a utilização de uma simples trena calibrada em um ensaio visual é tão importante quanto por exemplo a calibração de um pirômetro laser na medição de temperatura da superfície de uma peça em inspeção.

 

Fato importante também, é que enviar um instrumento para calibração exige que o usuário defina parâmetros adequados de sua utilização à instituição que vai executar este trabalho.

 

Por exemplo, a utilização e um pirômetro laser para medição de temperatura de superfícies deve ter sua referência de aplicação avaliada. Se o instrumento será utilizado para verificar temperaturas na faixa de 10⁰C a 60⁰C, estas faixas devem obrigatoriamente ser objeto de calibração, pois nenhum objetivo prático seria calibrar o instrumento em temperaturas de -10⁰C a 300⁰C por exemplo, as quais poderiam ser uma espécie de padrão adotado pela instituição que executa a calibração quando o cliente nada exige de específico.

 

A CALIBRAÇÃO é definida como a operação que estabelece numa primeira etapa e sob condições especificadas, uma relação entre os valores e as incertezas de medição fornecidas por padrões e as indicações correspondentes com as incertezas associadas.

 

Numa segunda etapa, utiliza esta informação para estabelecer uma relação, visando a obtenção de um resultado de medição a partir de uma indicação.


De forma mais popular, quando nos referimos a uma “calibração”, na verdade queremos definir o ato de comparar os valores obtidos na unidade sob teste com os valores obtidos pela unidade de medição padrão.

Uma calibração pode ser expressa por meio de um certificado, uma declaração, uma função de calibração, um diagrama de calibração, uma curva de calibração ou uma tabela de calibração. Em alguns casos, pode consistir em uma correção aditiva ou multiplicativa da indicação com uma incerteza de medição associada.


Convém não confundir a calibração com o ajuste de um sistema de medição (equipamento ou instrumento), frequentemente denominado de maneira imprópria de “auto-calibração”, nem com a verificação da calibração.

 

O AJUSTE é definido como o conjunto de operações efetuadas em um sistema de medição (equipamento ou instrumento), de modo que ele forneça indicações prescritas correspondentes a determinados valores de uma grandeza a ser medida. O ajuste de um sistema de medição não deve ser confundido com calibração, a qual é um pré-requisito para o ajuste.


Já a VERIFICAÇÃO DO SISTEMA DE MEDIÇÃO é definida com a atividade executada periodicamente pelo usuário para verificar se o desempenho de um sistema de medição atende aos requisitos especificados, conforme evidência objetiva.

 

No Brasil, o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) promove a acreditação de instituições e/ou laboratórios com base nos requisitos da norma ABNT NBR 17025 “Requisitos Gerais para a Competência de Laboratórios de Ensaio e Calibração”.


Essas instituições são listadas na RBC - Rede Brasileira de Calibração, onde podem ser obtidas informações detalhadas dos respectivos escopos técnicos de abrangência de suas especialidades.

A padronização da terminologia aplicada a metrologia é definida pelo “VIM” -VOCABULÁRIO INTERNACIONAL DE METROLOGIA - Conceitos Fundamentais e Gerais e Termos Associados.


Conclusão


De fato: a calibração é uma parte vital para que os resultados obtidos nas inspeções sejam confiáveis e não coloquem todo o trabalho executado em dúvida.

Concluímos também que ao enviar um instrumento para calibração, o solicitante deve definir os parâmetros de sua utilização à instituição que executará o trabalho.

31 visualizações